Durante uma sessão de perguntas e respostas em Ovar, no âmbito do evento “Aveiro em Formação” da Juventude Social-Democrata do distrito, a ministra disse que “é honesto dizer aos portugueses que vai ser preciso fazer alguma coisa sobre as pensões para garantir a sustentabilidade da Segurança Social”.




"Fazer a promessa de que não fazemos nada para aqueles que já são pensionistas e que vamos fazendo tudo sobre os que lá chegarão no futuro é de uma enorme injustiça", acrescentou, como reporta a Lusa.




António Costa, já respondeu ao repto e opõe-se a novos cortes nas pensõesBloco de Esquerda acusa o governo de ter “duas caras e dois pesos”








reforma e sustentabilidade do sistema de pensões. 

“Quando alguém diz que vai ter tantas mais despesas e que vai conseguir um crescimento económico que vai permitir que não haja mais impostos ou até que eles baixem não dá para acreditar porque simplesmente não é verdade”, declarou a ministra durante uma intervenção no evento “Aveiro em Formação” da Juventude Social Democrata daquele distrito.










“Tudo o que foi conquistado tem ainda fragilidades. Cometer erros no momento de recuperação é fatal”, disse a ministra.