O Estado prepara-se para assumir o sistema de saúde dos CTT, para os atuais e futuros reformados que descontam pata a Caixa Geral de Aposentações.

Segundo o jornal Público, a aprovação deste diploma será realizada antes da privatização do grupo, sendo que as despesas associadas aos aposentados vão ser compensadas por receitas extraordinárias, cerca de 200 milhões a pagar em 2014.

O Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações ameaça levar o caso a tribunal. Os representantes dos trabalhadores estão reunidos esta quinta-feira para discutir o tema.