Paulo Portas anunciou esta quarta-feira que o Governo vai criar uma comissão para a reforma do IRS em 2014 para que o imposto possa descer no ano seguinte.

«Para avaliar a penalização do trabalho no sistema fiscal e a necessidade de favorecer a família no sistema fiscal», afirmou, em conferência de imprensa.

Recorde-se que o Governo já tinha admitido que, depois da reforma do IRC, a intenção seria avançar para mudanças fiscais noutras áreas.

«Isso tem de ser feito com tempo, estudado, contrastado, testado, como se fez com o IRC, o que significa confiar numa comissão de especialistas com abrangência política e preparar esse desagravamento, como está dito no documento, para 2015», explicou.

Já há, então, data prevista para a descida da carga fiscal sobre as famílias.

«O Governo tem consciência da necessidade de criar condições para começar a inverter a trajetória de agravamento do IRS. O início desse processo deverá ter lugar ainda nesta legislatura (até 2015)», insistiu.