O Chipre recebeu esta sexta-feira dos ministros das Finanças da zona euro a «luz verde» para receber uma nova tranche de 1,5 mil milhões de euros, no seguimento do pedido de ajuda financeira aceite em março deste ano.

Os 17 ministros das Finanças do eurogrupo, reunidos na capital da Lituânia, apoiaram «o envio da próxima tranche da assistência financeira a Chipre, no seguimento da conclusão das ações anteriores e dependendo da realização de procedimentos nacionais relevantes», lê-se no comunicado distribuído à imprensa.

Esta verba será uma importante ajuda para um país que evitou a bancarrota, mas caiu na recessão há dois anos. A economia de Chipre caiu 5,9% no segundo trimestre deste ano, regredindo pelo oitavo trimestre consecutivo, empurrada pelas medidas de austeridade impostas no seguimento da aceitação do pedido de ajuda internacional de 13 mil milhões de euros.