Depois da rapidez com que o Syriza formou governo e tomou posse, a Standard and Poor's também não perdeu tempo a emitir um aviso à navegação grega.

A agência de notação admite baixar o rating da república até mesmo antes da data prevista para a revisão, em meados de março.

O Syriza venceu este domingo as eleições gregas e já esta manhã o partido de esquerda conseguiu formar governo com o partido dos Gregos Independentes (ANEL), de direita.

O líder do Syriza prometeu acabar com os cortes orçamentais e aumentos de impostos.

«O Syriza foi eleito com base na promessa de reestruturar a dívida, a questão é que tipo de alívio estão dispostos a aceitar e o que os outros Estados-membros estão dispostos a aceitar», sublinhou Frank Gill, o diretor dos ratings europeus da república da S&P, citado pela Reuters.

Segundo o responsável, a revisão do rating pode ser antecipada «se sentirmos que ocorreu alguma coisa excecional que tenha um impacto importante na qualidade de crédito do país».