É mais uma ferramenta para "reclamar" na internet. Existe há nove anos, mais "afincadamente" há dois. É gratuita e está acessível a qualquer cidadão que utilize e/ ou tenha acesso à internet e precise de fazer uma reclamação, junto de uma entidade pública ou marca (empresa privada). Quem o diz é o presidente executivo e fundador do Portal da Queixa (portaldaqueixa.com), Pedro Lourenço, que esteve no espaço da Economia 24 do "Diário da Manhã" da TVI.

Segundo o responsável, os portugueses reclamam cada vez mais, mesmo dos serviços públicos. Um estudo recente do Portal da Queixa em parceria com em parceria com a Nicequest, concluiu que 97% dos portugueses diz que faz sentido reclamar e que, cada vez mais, as reclamações e a reputação da marca influenciam a decisão de compra.

Em comparação com dados obtidos em 2017, o Portal da Queixa verificou que, entre janeiro e maio de 2018, as reclamações a entidades públicas aumentaram cerca de 40%.

A Segurança Social, o Serviço Nacional de Saúde e o Centro Nacional de Pensões são as entidades que lideram o Top15 das entidades com mais reclamações nestes cinco meses do ano. No período em análise, a Segurança Social recebeu cerca de 881 reclamações, o que a coloca no topo das entidades que apresentam um maior número de queixas. Grande parte das reclamações são referentes a problemas na atribuição dos rendimentos e abonos ou outros.

Cerca de 62% dos consumidores reclamam afirmando que o atendimento e a análise da situação não está a ser devidamente realizado, já 38% dos casos é devido a atrasos significativos na entrega de subsídios ou na resposta da entidade.

No segundo lugar da tabela segue-se o Serviço Nacional de Saúde com cerca de 273 reclamações. 52% das queixas prendem-se com o mau atendimento e 45% com o mau serviço prestado nos hospitais ou centros de saúde. Segue-se na tabela o Centro Nacional de Pensões com um registo de 264 reclamações desde o início do ano.

Tal como no tema das “Queixas às autarquias”, a Câmara Municipal de Oeiras ganha destaque na tabela das entidades públicas com maior número de reclamações, com uma variação de 280% face ao período homólogo. Os últimos lugares da tabela pertencem ao IEFP (34 reclamações) e à Câmara Municipal de Sintra (29 reclamações).

Entidades tentam resolver e responder às reclamações dos consumidores

Após reclamações publicadas no Portal da Queixa, foi possível apurar que algumas entidades tentam resolver as queixas dos seus consumidores respondendo à reclamação publicada. Desde o início do ano de 2018, que o Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT), o Ministério da Educação e da Ciência e o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) se apresentam como as entidades que mais resolveram os problemas junto dos consumidores. Por sua vez, o Serviço Nacional de Saúde, que revela ser uma das entidades com maior número de reclamações, não apresenta uma grande capacidade de resolução, uma vez que das 273 reclamações registadas, apenas 7 foram resolvidas.

N.º reclamações resolvidas em 2018

N.º totais

%

IMT

163

179

91%

Ministério da Educação e da Ciência

143

158

91%

IEFP

5

34

15%

Câmara Municipal de Lisboa

14

103

14%

Segurança Social

109

881

12%

Centro Nacional de Pensões

31

264

12%

IRN - Instituto dos Registos e Notariado

12

115

10%

ADSE

5

49

10%

Autoridade Tributária e Aduaneira

12

166

7%

SEF

5

96

5%

Serviço Nacional de Saúde

7

273

3%

 

As autarquias de Lisboa e Vila Nova de Gaia estão no pódio da tabela referente às entidades que mais responderam aos consumidores, com uma taxa de 100% de resposta, o que revela que todas as reclamações registadas no Portal da Queixa obtiveram uma resposta da entidade responsável. Por sua vez, os últimos lugares da tabela são ocupados pela Segurança Social e pela Câmara Municipal do Porto com uma taxa de resposta de apenas 13%.

 

N.º reclamações respondidas em 2018

N.º totais

%

Câmara Municipal de Lisboa

103

103

100%

Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia

34

34

100%

IMT

177

179

99%

Ministério da Educação e da Ciência

146

158

92%

Câmara Municipal de Braga

12

13

92%

Câmara Municipal de Loures

9

10

90%

IHRU

8

11

73%

Câmara Municipal da Marinha Grande

2

3

67%

Câmara Municipal de Valongo

3

9

33%

Segurança Social

111

881

13%

Câmara Municipal do Porto

6

48

13%

 

Além do Portal da Queixa, há muitas outras entidades para onde pode apresentar reclamações, nomeadamente presencialmente ou nos sites de cada entidade ou marca. Um importante mesmo é que o faça, quando se sente lesado.