A Comissão Europeia aplicou, esta quinta-feira, uma multa de quase um milhão de euros ao fabricante norte-americano de componentes eletrónicos Qualcomm, acusado de financiar a sua cliente Apple para que esta não se abastecesse na concorrência.

Segundo Bruxelasa, a Qualcomm entregou milhares de milhões de dólares à Apple – e não só através de descontos – para esta não comprar a outras empresas chipsets de banda base LTE (conjuntos de circuitos integrados que permitem a ligação às redes móveis) para os iPhones e iPads.

A Qualcomm eliminou a concorrência ilegalmente”

Foi o que concluiu a comissária europeia para a Concorrência, Margrethe Vestager, justificando em conferência de imprensa a multa de 997 milhões de euros por abuso de posição dominante no mercado.