Sem o BPI a negociarem, em dia de assembleia-geral que dita o futuro do banco, o PSI20 abriu com menos um título a captar o apetite dos investidores e a acompanhar a Europa no vermelho.

O principal índice nacional desceu 0,23% para 4.615,64 pontos na abertura, mas já inverteu graças aos sinais vindos do BCP e da energia.

O BCP continua acima dos dois cêntimos por ação e cresce 0,49% para 0,0202 euros, com os investidores na expetativa em relação aos resultados trimestrais que serão apresentados quarta-feira.

Na energia, a EDP cresce 0,30% para 2,984 euros. A Renováveis valoriza 0,18% para 6,996 euros. A Ren ganha 0,6% para 2,657 euros. Só a Galp teima em cair 0,55% para 12, 48 euros.

Nota ainda para a Pharol que continua à espera de decisões sobre o futuro da brasileira Oi da qual detém, direta e indiretamente, uma posição de cerca de 27%. Cresce 2,82% para 0,182 euros.