A Bolsa de Lisboa segue em alta, acompanhando o movimento de recuperação das pares europeias, sustentada nos ganhos dos pesos-pesados PT, EDP e Jerónimo Martins, estando os investidores de olhos postos nos CTT, que apresentam resultados após o fecho de bolsa.

As ações da Portugal Telecom avançam 1,76% para 1,383 euros, a beneficiar ainda da oferta superior a 7.000 milhões de euros (ME) do grupo francês Altice para comprar os ativos portugueses de telecomunicações da PT Portugal à Oi.

Esta oferta levou ontem as ações da PT a disparar 11% com a perspetiva daquele encaixe pela sua subsidiária brasileira.

A PT segue indiferente a um corte de avaliação feito pela Berenberg, que desceu o preço-alvo para 1,36 euros, de 3,25 euros antes, nota a Reuters.

Suporte adicional dos pesos-pesados EDP e Jerónimo Martins, com ganhos de 0,96% e 0,86% para, respetivamente, 3,36 euros e 7,171 euros.

O travão aos ganhos é posto pela Galp Energia, com uma queda de 1,4% para 11,295 euros e pela NOS, a descer 0,3% para 4,733 euros.

Destaque hoje para os resultados dos CTT-Correios de Portugal, após o fecho de bolsa, estando o título a negociar estável em 7,45 euros.

Segundo a Reuters, a média das estimativas de três analistas vê o lucro a crescer 15,2% em termos homólogos para 50,4 ME nos nove meses de 2014, impulsionado pelo negócio de serviços financeiros, mas com pressão na área de expressos e encomendas.

Assim, o índice PSI20 sobe 0,3%, tendo sido negociados 45 milhões de ações ou 12 ME, na NYSE Euronext Lisbon.

Na restante Europa, após um arranque negativo, as principais bolsas europeias inverteram e seguem com ganhos de até 1,1% em Milão.