A Bolsa de Lisboa acompanhou a forte recuperação dos mercados europeus, que seguiram de perto a tendência que já tinha sido definida pelas praças financeiras asiáticas. Lisboa ganhou 2,33%, ficando aquém de muitas das outras bolsas: Madrid subiu 3,26%, Milão 3,19% e Atenas ganhou 7,4%.

Em Lisboa, destaque para a forte subida da Pharol, que ganhou 8,61%, para 0,227 euros.

Na banca, o BPI subiu 6,71% enquanto o Millennium BCP fechou em alta de 1,54%.

Outros destaques do dia para a Jerónimo Martins (ganhou 3%), para a NOS (2,45%) e CTT (subiu 3,34%). No setor energético, a Galp fechou a ganhar 1,46%, para 10,420 euros e a EDP subiu 1,64%, para 2,790 euros.

Os juros da dívida pública recuaram pelo segundo dia consecutivo, tendo aliviado 14 pontos base, para 3,42%. Na passada quinta-feira os juros da OT a 10 anos chegaram a tocar um máximo de quase dois anos, acima de 4,4%.