As ações do BCP dispararam 12,11% para 0,0213 euros, numa sessão de fortes subidas do setor na Europa. O BCP alargou a recuperação face ao mínimo histórico tocado na semana passada. “As subidas do BCP devem analisadas em face do movimento do geral do mercado e do sector financeiro. Hoje as subidas são muito fortes na generalidade”, disse Luís Gonçalves, corretor da GoBulling, citado pela agência Reuters. “O BCP não está a fazer mais do que replicar o movimento mas com a maior amplitude que também tinha registado nas quedas da semana anterior”, acrescentou. O índice europeu Stoxx 600 para a banca avançou 4,51%.

O BPI registou um ganho muito mais tímido, avançando 0,18% para 1,115 euros.

O índice nacional recebeu suporte adicional da EDP, que somou 4% e da Jerónimo Martins, que valorizou 3,64%. Segundo o Haitong, as ações da Jerónimo Martins têm como foco no curto prazo os próximos resultados trimestrais e de longo prazo um crescimento sólido, com um rentabilidade ('dividend yield') acima de 5%, pelo que vê uma boa oportunidade de compra no título após as quedas recentes.

A Galp Energia avançou 2,12%, num dia em que o atenuar dos temores sobre o Brexit levam o barril de Brent a subir 2,77% para 50,53 dólares.

Nota positiva também para a Altri, que disparou 5,79% para 3,196 euros. O Haitong subiu a recomendação do título para ‘Neutral’, realçando que a cotação já reflete os receios sobre os preços da pasta de papel e não vê qualquer tendência de queda significativa para o título após a correção de 33% este ano.

Em sentido contrário apenas dois títulos: os do Montepio MPIO.LS, que perderam 0,58%, e os da Pharol, que tombaram 4,48%.

A Pharol, que é acionista da Oi, está a ser penalizada pelo corte de notação da telecom brasileira pela Fitch, sinalizando crescentes preocupações com a sua capacidade creditícia. A Fitch cortou a notação da Oi para C (era CCC), alertando que a atual estrutura de capital da operadora de telecoms é insustentável, dadas as volumosas dívidas de curto prazo.

Na Europa, o índice FTSEurofirst 300 valorizou 3,66%, com os investidores a mostrarem maior apetite pelo risco, após verem atenuados os receios de um Brexit. Diversas bolsas subiram mais de 3% e Atenas disparou 5,4%.

A campanha retomou no domingo após um hiato de três dias devido ao assassinato da deputada pró-Europa, Jo Cox. Três sondagens antes do voto de quinta-feira mostraram o campo a favor da permanência do Reino Unido na União Europeia a ganhar força, apesar do cenário geral de um eleitorado dividido.

No mercado de dívida, a taxa de juro das Obrigações do Tesouro portuguesas desce 18 pontos base para 3,158%, enquanto as pares espanholas e italianas aliviam 8 pontos, para 1,48% e 1,36%, respetivamente.