O presidente executivo da PSA Peugeot Citroen, Carlos Tavares, pediu esta sexta-feira ao Governo a redução dos custos energéticos e uma via ferroviária até ao porto de Vigo, Espanha, como forma de aumentar a competitividade da fábrica de Mangualde.

Em declarações aos jornalistas à margem da III Conferência Franco-Portuguesa, durante a qual se reuniu, em privado, com o ministro da Economia, António Pires de Lima, Carlos Tavares lembrou que os custos da energia elétrica em Portugal são 40% mais elevados do que em França.

«O que foi identificado para a fábrica de Mangualde é que há dois eixos de progressão que estão à nossa disposição, um deles é a redução do custo da energia, que é um fator muito importante da competitividade da fábrica, e o segundo é a capacidade em exportar os automóveis, porque exportamos 95% da nossa produção, por uma via ferroviária até ao porto de Vigo», disse, citado pela Lusa.

Esta via ferroviária, segundo o responsável, permitiria uma redução dos custos na ordem dos 20%.

«São duas oportunidades de progresso que se enquadram no plano de reestruturação económica da PSA», explicou o empresário.