A Infraestruturas de Portugal (IP) encaixou quatro milhões de euros nos meses de verão em receitas com portagens pagas através do Easytoll, um aumento de mais de 20% face ao mesmo período de 2014.

Em comunicado emitido esta sexta-feira, a IP refere também que durante os meses de verão foram feitas 200 mil adesões ao Easytoll, sistema de pagamento automático de portagens eletrónicas, destinado a condutores de viaturas com matrícula estrangeira.

Mais de metade da receita arrecadada entre junho e agosto através deste sistema de pagamento foi recolhida na A25, uma vez que foram cobradas nesta autoestrada das Beiras Litoral e Alta portagens no valor de mais de 2,2 milhões de euros.

Além disso, também a receita de portagem da Via do Infante/A22, no Algarve, cresceu 24% e pela primeira vez a receita conseguida através do Easytoll superou o milhão de euros.

Só no mês de agosto, a receita de portagens totalizou os 2,4 milhões de euros, o equivalente a 60% da receita total obtida ao longo dos três meses de verão.

Quanto ao número de adesões ao Easytoll nestes meses, registou-se "um forte crescimento" face ao período homólogo, tendo havido mais de 208 mil adesões pelos condutores de carros de matrícula estrangeira, um aumento de 23% em relação aos mesmos três meses de 2014, sendo que só em agosto houve 100.677 adesões a este sistema.