Os países da União Europeia vão discutir esta quarta-feira os detalhes da proposta acordada a nível técnico pelas instituições credoras e a Grécia para um terceiro resgate financeiro ao país, indicou a Comissão Europeia.

Em simultâneo, espera-se que ao longo da tarde se anuncie a convocatória de uma reunião do Eurogrupo esta sexta-feira, em Bruxelas, para que os ministros da Economia e Finanças da zona euro tomem uma decisão política e deem o seu aval ao terceiro programa, segundo a agência Efe.

A teleconferência do Comité Económico e Financeiro (CEF), que reúne os números dois dos ministros da Economia e Finanças da UE, vai realizar-se às 17:00 GMT (18:00 em Lisboa), uma vez que os documentos do acordo alcançado na madrugada de terça-feira apenas foram enviados à noite.

O primeiro-ministro grego adiantou esta terça-feira que quer que o parlamento helénico discuta o projeto-lei do memorando esta quarta-feira e que vote o resgate no dia seguinte.


“A natureza crucial da situação exige a convocação imediata do parlamento para prosseguir com a aprovação do acordo e permitir o desembolso da primeira tranche", lê-se numa carta enviada por Tsipras à presidente do parlamento e citada pela Reuters.


Mas a Alemanha considera que precisa de mais tempo para analisar o acordo de resgate entre a Grécia e os seus credores internacionais, garantindo chegar a uma posição sobre o assunto até ao final da semana.

Segundo um porta-voz do Ministério das Finanças alemão, citado pela agência de notícias France Press, Berlim pediu “tempo suficiente” para analisar detalhadamente as 400 páginas de medidas que Atenas terá de implementar em troca do resgate de 85.000 milhões de euros.

“Teremos uma posição [sobre o resgate] no final da semana”, disse o porta-voz alemão.