O Banco de Portugal reviu em baixa ligeira o crescimento do PIB para este ano, com uma diferença de 0,1% em relação ao último boletim económico.

No boletim de junho, a instituição reviu também em alta ligeira (+0,1%) o crescimento económico para 2015, mantendo-se as projeções inalteradas para 2016.

Segundo o BdP, a revisão em baixa é decorrente da evolução menos favorável observada no primeiro trimestre do ano, «parcialmente condicionada por fatores de natureza temporária que deverão ser revertidos nos trimestres seguintes».

A projeção da inflação foi também revista em baixa para este ano, menos 0,3%.

O aumento das exportações abranda para 3,8%, enquanto que as importações crescem 4,6%. Já o Investimento aumenta apenas 0,8%, menos de metade do plasmado na previsão anterior.

O BdP avisa que a procura interna continuará «a ser condicionada pelo processo de consolidação orçamental e pela necessidade de redução do endividamento do setor privado».



A instituição estima que, no futuro próximo, haja pressões «muito significativas» que irão afetar as contas públicas, devido ao aumento da despesa com juros e a eliminação de medidas com carácter temporário.