O número de beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI) aumentou 1,2% em maio, para 212.772 pessoas. São mais 2.739 face a abrir, segundo os dados atualizados do Instituto da Segurança Social. 

De março para abril já se tinha registado um aumento no número de beneficiários, passando de 205.305 para 210.033, respetivamente (2,2%), tendo voltado a subir em maio, começando a mostrar os efeitos do alargamento do universo de potenciais beneficiários por via da alteração da escala de equivalência.

Comparando com mesmo período de 2015, mês em que 209.286 pessoas receberam esta prestação social, registou-se uma subida de 1,6% em maio, que se traduziu em mais 3.486 beneficiários.

Pela atualização dos dados, podemos perceber melhor quem e onde mais estão os beneficiários desta prestação social:

Porto 61.602 beneficiários (28.172 famílias)
Lisboa 35.981 beneficiários (16.645 família)
Setúbal 18.377 beneficiários (8.317 famílias)
Açores 18.207 beneficiários (6.207 famílias)

Relativamente ao número de famílias com direito ao RSI, observou-se uma subida de 0,9% relativamente ao mês anterior, aumentando de 95.412, em abril, para 96.341 em maio. Face ao mês homólogo de 2015, registou-se uma subida de 3,3%, com mais 3.227 famílias a receberem esta prestação social em maio deste ano.

O valor médio recebido por cada beneficiário, em maio, fixou-se nos 114,68 euros e por família em 257,97 euros.

O Rendimento Social de Inserção visa garantir mínimos sociais, protegendo os grupos de maior fragilidade e vulnerabilidade, em situação de pobreza extrema, distinguindo-se de outros apoios e prestações sociais por incluir uma componente de integração e inclusão.

CSI e abono

Cerca de 161 mil idosos beneficiaram do Complemento Solidário para Idosos (CSI) em maio, um número que se manteve praticamente igual relativamente a abril, segundo dados do Instituto da Segurança Social.

As estatísticas da Segurança Social indicam que, em maio, 161.402 idosos receberam esta prestação social, contra 161.460 em abril, o que representa menos 58 idosos.

O abono de família foi atribuído a 1.110.230 crianças e jovens em maio, número que tem vindo a subir desde janeiro, mês em que foram registados 1.095.303 beneficiários. Houve uma subida ligeira de 0,04% no número de beneficiários entre abril e maio, passando de 1.109.719 para 1.110.230, respetivamente.