Paulo de Azevedo, que foi nomeado para a presidência da comissão instaladora do banco de fomento, poderá transitar para a comissão executiva da instituição, que deverá ser escolhida a meio do próximo ano, segundo o Diário Económico.

O primeiro-ministro queria que a escolha do presidente da comissão instaladora fosse célere, depois da polémica causada com a recusa do ex-presidente da autarquia do Porto, Rui Rio, em presidir ao cargo.

Da comissão instaladora fazem parte Carla Castro Chousal, Franquelim Alves e Nuno Miguel de Ferreira Soares.