O presidente do Novo Banco, Stock da Cunha, afirmou esta segunda-feira não saber qual o valor da instituição financeira perante os resultados apresentados dos últimos cinco meses de 2014.

«Não sei quanto vale o Novo Banco, mas como se diz lá em casa, vale aquilo que derem por ele», referiu Stock da Cunha na apresentação de resultados de 2014 aos jornalistas em Lisboa, em que a instituição financeira obteve um prejuízo de 468 milhões de euros.

O presidente do Novo Banco adiantou que a questão do valor da instituição financeira não lhe ocupa «5% das preocupações do dia-a-dia», acrescentando que, desde que chegou ao banco, a sua preocupação tem sido criar valor e não estar a pensar «no processo de venda».

Apesar disso, Stock da Cunha referiu que «há uma perceção muito grande de que o Novo Banco é muita mais sólido e mais forte do que há uns meses atrás», ressaltando, no entanto, que não se deve pronunciar sobre a venda: «essas perguntas devem ser dirigidas à Rua do Comércio (Banco de Portugal)», disse.


O Novo Banco apresentou esta segunda-feira os seus resultados até dezembro. O Novo Banco, instituição criada na sequência do colapso do Banco Espírito Santo, anunciou prejuízos de 467,9 milhões de euros no período compreendido entre 4 de agosto e 31 de dezembro de 2014.