A taxa de inflação anual da Zona Euro deverá ter-se mantido estável nos 1,6% em julho, de acordo com a estimativa rápida do Eurostat, publicada esta quarta-feira.

O gabinete de estatísticas da União Europeia explica que, olhando para as principais componentes, a alimentação, bebidas alcoólicas e tabaco deverão registar o maior crescimento em julho, esperando-se um encarecimento de 3,5%, face aos 3,2% registados em junho.

Os serviços deverão ficar 1,4% mais caros, o mesmo que tinham já subido no mês passado, e os bens industriais não energéticos deverão aumentar 0,4%, abrandando face aos 0,7% de junho.