O Governo vai renegociar o contrato com a operadora da Rede Nacional de Emergência e Segurança (SIRESP), resultante da parceria público-privada promovida pelo Ministério da Administração Interna, apurou a TVI. Esta PPP irá custar aos contribuintes quase 600 milhões de euros nos próximos 7 anos.

Em entrevista à TVI, o secretário de Estado da Administração Interna diz não ter dúvidas de que o Estado português foi lesado com a parceria público-privada do SIRESP.

O contrato foi assinado ainda no governo de José Sócrates, mas o atual Executivo nomeou uma comissão para reavaliar este acordo.