O Bundesbank, o banco central da Alemanha, afirma que a poupança com juros desde 2008 na zona euro é de quase um bilião de euros, ou quase 9% do rendimento económico ou Produto Interno Bruto (PIB), devido às baixas taxas de juro.

As taxas de juro muito baixas aliviaram notavelmente os orçamentos dos Estados na zona euro nos últimos anos", banco central, no boletim mensal de julho, hoje publicado.

"Na crise financeira e económica as quotas de endividamento do Estado subiram fortemente. As condições de financiamento favoráveis, que são apoiadas pelas compras de grandes quantidades de dívida soberana pelo Eurosistema, também levaram a que a carga com juros na maior parte dos membros tenha descido", segundo o documento.

Em Portugal, desde 2009, antes do resgate financeiro, que não era colocada dívida com um prazo tão longo. Já este mês, foram vendidos 315 milhões de euros a 28 anos. Os juros ficaram em 3,977%. No ano passado Portugal tinha pago mais de 4% por dívida a 20 anos.

Este é mais um reflexo dos sinais de recuperação económica, com os investidores a não precisarem que lhes paguem mais para ficarem com dívida dos países.