O Produto Interno Bruto aumentou 1,4% no primeiro trimestre do ano, relativamente ao período homólogo, segundo dados publicados esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística.

Segundo o INE, a aceleração em termos homólogos do PIB esteve associada ao aumento do contributo da procura externa líquida, em resultado do abrandamento das Importações de Bens e Serviços e da aceleração das Exportações de Bens e Serviços. 

Comparativamente com o trimestre anterior, o PIB aumentou 0,4% em termos reais no 1º trimestre (variação idêntica
à do trimestre precedente), refletindo o contributo positivo da procura interna.

O Editor de Economia da TVI, Vasco Rosendo, sublinha que estes são bons números: “São os melhores números desde o quatro trimestre de 2013 e também desde o quatro trimestre de 2010".

As contas do INE estão em linha com as previsões mais conservadoras dos analistas.

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, afirmou na segunda-feira à noite que todos os indicadores de que o Governo dispõe apontam para um novo crescimento homólogo e em cadeia da economia portuguesa. 

Também o Eurostat publicou as estatísticas europeias relativas ao primeiro trimestre do ano: a zona euro cresceu 1% face ao período homólogo e 0,4% relativamente ao trimestre anterior, mais do que nos EUA.