A final da Liga dos Campeões terá um impacto económico global de 409,8 milhões de euros, segundo um estudo do IPAM realizado para o Diário Económico. Desse montante, uma fatia de 46,3 milhões de euros ficará para a cidade de Lisboa.

A divisão do restante impacto é feita: 159 milhões são relativos ao mercados espanhol, numa escala menor situam-se os impactos para o clube vencedor (29,5 milhões) e para o clube vencido (21 milhões de euros).

Numa final cuja audiência televisiva mundial estima que ultrapasse os 380 milhões de espectadores em cerca de 200 países, o acompanhamento através das redes sociais também terá reflexo nos números: serão 10 milhões de likes no Facebook, 6 milhões de seguidores via Twitter e mais de 4 milhões de visualizações no Youtube.