O lucro líquido da The Navigator – antiga Portucel – registou uma quebra de 31% para 40,7 milhões de euros no segundo trimestre deste ano.

A Reuters refere que os resultados foram pressionados pela forte queda dos preços da pasta de papel, tarifas mais baixas na cogeração de energia e custos financeiros não-recorrentes. Mesmo assim a agência refere que os resultados superarem as previsões.

Os Resultados antes de Juros, Impostos, Depreciações e Amortizações (EBITDA) desceram 1,3% para 101,8 milhões entre abril e junho, face ao mesmo período em 2015.

Já as vendas recuaram 3% para 394 milhões. Em comunicado a empresa refere que "o volume de vendas de papel situou-se em 397,7 mil toneladas, o volume mais elevado registado pelo grupo num segundo trimestre e que traduz um crescimento de 5,3% em relação ao primeiro trimestre".

No entanto, o preço médio de venda apresenta uma pequena redução, fruto da maior pressão concorrencial que se fez sentir nos mercados durante o período.

Em relação a pasta de papel BEKP (de eucalipto branqueado), a empresa frisou que "as vendas situaram-se ligeiramente acima do volume do trimestre anterior, mas dada a tendência de queda verificada no preço desde o início do ano, o valor das vendas de pasta acabou por situar-se cerca de 10% abaixo do valor registado no primeiro trimestre do ano".