O Governo alemão anunciou hoje que reviu em baixa as suas previsões de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para este ano (1,2%) e para o próximo (1,3%).

As previsões anteriores, que eram de abril, apontavam para um crescimento de 1,8% em 2014 e de 2% em 2015, lembra a Lusa.

Este ajustamento era previsível, depois de os principais institutos de conjuntura e o Fundo Monetário Internacional (FMI) terem revisto também as suas previsões.

«A economia alemã navega em águas difíceis» devido a várias crises geopolíticas e a uma economia mundial sem impulso, afirmou o ministro da Economia, Sigmar Gabriel.

O ministro salientou, no entanto, que a procura interna e o mercado laboral estão no bom caminho e considerou que não há «motivos para alarmismo» nem para o Governo modificar a política económica.

«A Alemanha não está em recessão, continua na trajetória do crescimento», afirmou.