A agência de notação financeira Standard & Poor’s diminuiu a classificação de longo prazo na escala global da operadora de telecomunicações brasileira Oi de "B+" para "CCC", com perspetiva ('outlook') negativa, anunciou hoje a Pharol, acionista de referência da empresa.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Pharol divulgou a decisão da S&P sobre o 'rating' [notação] de risco da Oi.

Neste comunicado, a operadora brasileira informa o mercado que a Standard & Poor's anunciou hoje "a revisão do 'rating' de crédito" atribuído à empresa, "diminuindo o 'rating' de longo prazo na escala global de "B+" para "CCC" e na escala nacional de "brBBB-" para "brCCC"".