A queda do preço do barril do petróleo pode não ser só uma questão de mercado. Em entrevista no programa «Olhos nos Olhos», da TVI24, o advogado especialista em questões de exploração petrolífera, Agostinho Pereira de Miranda,  alertou para os perigos da guerra civil árabe que se podem projetar na Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP).
 
Agostinho Pereira de Miranda deu como exemplo uma declaração recente de Hassan Rohani: «Nós temos o Presidente iraniano a dizer (…): os países que planearam esta descida [do preço do petróleo] contra outros países vão arrepender-se».
 

«No presente, as questões são apresentadas como uma questão de mercado, uma questão de preço, uma questão de dinheiro, mas mais tarde vê-se que, afinal, o jogo foi outro: houve interesses muito superiores aos do dinheiro», explicou o advogado.

 
A manterem-se os preços, Agostinho Pereira de Miranda referiu que Angola pode sofrer com a queda do custo do petróleo nos mercados internacionais. O advogado deixou o alerta para consequências sérias não só para os angolanos, mas também para a comunidade portuguesa que vive em território angolano.