TVI24

 

Agostinho Pereira de Miranda deu como exemplo uma declaração recente de Hassan Rohani: «Nós temos o Presidente iraniano a dizer (…): os países que planearam esta descida [do preço do petróleo] contra outros países vão arrepender-se».

 

«No presente, as questões são apresentadas como uma questão de mercado, uma questão de preço, uma questão de dinheiro, mas mais tarde vê-se que, afinal, o jogo foi outro: houve interesses muito superiores aos do dinheiro», explicou o advogado.

A manterem-se os preços, Agostinho Pereira de Miranda referiu que Angola pode sofrer com a queda do custo do petróleo nos mercados internacionais. O advogado deixou o alerta para consequências sérias não só para os angolanos, mas também para a comunidade portuguesa que vive em território angolano.