Os prejuízos das empresas públicas dispararam mais de 130%, no terceiro trimestre do ano passado e atingiram os 842,3 milhões de euros.

Segundo o relatório da Direção-Geral do Tesouro e Finanças, noticia o jornal «Público», o agravamento dos prejuízos até setembro foi, em termos absolutos, de 480,4 milhões de euros em comparação com 2013.

Note-se que a derrapagem de 220 milhões no setor dos transportes e o facto de a Parpública não ter arrecadado receitas com privatizações neste período foram determinantes para os resultados.