O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, adiantou esta sexta-feira que Espanha, Itália, Finlândia e Malta «foram convidados» a apresentarem medidas adicionais de consolidação orçamental, de forma a respeitarem totalmente as regras do Pacto de Estabilidade e Crescimento [PEC].

«Verificámos que no caso de alguns Estados-membros o cumprimento [das regras do PEC] está em risco e convidámo-los a tomarem medidas adicionais de consolidação a nível orçamental ou em paralelo (...) esses países são Espanha, Itália, Malta e Finlândia», afirmou o holandês.

Dijsselbloem falava durante a conferência de imprensa no final de uma reunião extraordinária dos ministros das Finanças da zona euro, que decorreu hoje à tarde em Bruxelas e onde foram discutidos os projetos orçamentais dos vários países para 2014.

Segundo o presidente do Eurogrupo, os ministros das Finanças destes quatro países «garantiram total empenhamento na resolução destes problemas».