O vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, classificou esta segunda-feira de «fantásticos» os números das exportações portuguesas relativas ao terceiro trimestre, apontando que «2013 está claramente acima do melhor ano de sempre».

As exportações portuguesas aumentaram 5,8% e as importações subiram 3,6% no terceiro trimestre, face ao mesmo período de 2012, tendo o défice da balança comercial recuado 137,3 milhões de euros, divulgou hoje o INE.

Paulo Portas, que falava no encontro empresarial Portugal-Colômbia esta manhã, afirmou que estes dados «são números fantásticos», já que «2012 tinha sido o melhor ano de sempre das exportações» e agora «2013 está claramente acima do melhor ano de sempre».

Os sinais positivos da economia portuguesa «têm o seu ponto mais surpreendente, para alguns incluindo instituições internacionais, no setor exportador português», disse.

No conjunto dos três primeiros trimestres de 2013, e relativamente ao mesmo período do ano anterior, as exportações aumentaram 4,0% e as importações registaram uma variação nula, determinando uma taxa de cobertura de 84,1%.

Já considerando apenas o mês de setembro deste ano, e face ao mês homólogo de 2012, as exportações de bens aumentaram 9,8% e as importações de bens 3,7% (respetivamente -0,5% e -3,8% em agosto de 2013).

De acordo com o INE, o aumento das exportações em setembro foi «devido à evolução quer do comércio intra-UE quer do extra-UE» e refletiu acréscimos na quase totalidade dos grupos de produtos, com destaque para os combustíveis minerais.