"Portugal como país e Lisboa como cidade serão a sede do maior evento de 'startups' e do maior encontro global de tecnologia em 2016, 2017 e 2018", anunciou Paulo Portas, hoje em Lisboa.

O vice-primeiro-ministro adiantou ainda que há a possibilidade de Lisboa ser capital da economia web e da tecnologia por mais dois outros anos, até 2020.

Referindo-se a Lisboa como "uma cidade mágica e vibrante" e "comparável aos níveis de Berlim", Paddy Cosgrave disse estar "muito entusiasmado" com a vinda para Lisboa desta conferência global de tecnologia, que desde 2010 se realiza em Dublin, sublinhando que a escolha permitirá ao evento continuar a crescer no futuro.