O presidente da Sonae, Paulo Azevedo, pediu para ser recebido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) no âmbito da operação de compra da dona da TVI, Media Capital, pela Altice, disse hoje à Lusa o presidente do regulador dos media.

Paulo Azevedo pediu para ser recebido pela ERC e vai ser recebido no início da próxima semana", afirmou Carlos Magno.

Paulo Azevedo é presidente da Sonae, grupo que detém o título Público.

Na semana passada, a ERC teve reuniões com os presidentes da Altice, Patrick Drahi, e da Prisa (dona da Media Capital, Juan Luis Cebrián.

Foi uma reunião de trabalho longa e bastante dura", disse o presidente da ERC.

Neste encontro, o patrão da Altice, grupo que comprou a PT Portugal (MEO) há dois anos, "comprometeu-se em fazer um documento escrito, dando as garantias de tudo o que afirmou na ERC", acrescentou Carlos Magno.

A próxima palavra no processo de venda do grupo Media Capital à Altice será dada pelo parecer da ERC, previsto até 10 de outubro.

E este, ao contrário do parece do regulador das comunicações, ANACOM, divulgado esta terça-feira, é vinculativo. Ou seja, se tal como a ANACOM a ERC estiver contra a operação, a Autoridade da Concorrência (AdC) é obrigada a parar o processo.

A operação que consiste na aquisição pela MEO do controlo exclusivo da Media Capital, através da compra da totalidade do capital social da Vertix, SGPS, detentora de 94,69% do capital social da Media Capital, e do lançamento de uma operação pública de aquisição sobre o restante capital da Media Capital.