Passos Coelho vai avançar com uma medida que criticou ao Governo de José Sócrates: o primeiro-ministro decidiu usar o fundo da Segurança Social para comprar dívida pública.

No entanto, no caso de uma eventual reestruturação da dívida, o fundo que salvaguarda as pensões pode sofrer perdas significativas.