O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, revelou esta segunda-feira que Portugal vai antecipar um novo reembolso ao fundo monetário Internacional.


"Vamos em outubro, dia 15, pagar mais de 5400 milhões de euros dos 78 mil milhões que nos emprestaram há três anos"


De primeiro-ministro, Passos Coelho passou a candidato da coligação Portugal à Frente, sublinhando que o Governo “andou a pagar as dívidas dos outros”, e que “foram muitas”.

"Temos vindo a pôr as contas em ordem. Resolvemos pagar antecipadamente o que podia ser pago mais tarde”

Este é o terceiro dos pagamentos que o governo decidiu antecipar ao Fundo. Em março, Portugal pagou 6,6 mil milhões de euros, e em junho pagou mais 1,83 mil milhões.

No total, o valor chega aos 13,83 milhões e supera a estimativa inicial do Governo, que era a de reembolsar antecipadamente ao FMI um total de 10,6 mil milhões em 2015.