O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, afirmou esta terça-feira que a meta de redução da dívida pública para 125% do Produto Interno Bruto (PIB) traçada para este ano vai ser cumprida.

"Nós cumpriremos até ao final deste ano a meta de 125% que nos propusemos", afirmou o chefe do executivo PSD/CDS-PP, numa conferência sobre política fiscal promovida pela rádio TSF e pela Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas, na Fundação Champalimaud, em Lisboa.

"Nós temos tido a possibilidade, durante este meio ano, este primeiro semestre, de ter uma política prudente, de captar, em boas condições de mercado, o financiamento de que precisávamos para o ano todo. E teremos na segunda metade de ano a possibilidade de vir a amortizar dívida pública sem qualquer stresse financeiro e, portanto, em melhores condições. Acabaremos o nosso ano dentro daquilo que é a meta que estipulámos", reforçou.