A Parcaixa, do grupo Caixa Geral de Depósitos, interpôs uma ação para anular uma decisão da assembleia-geral da Inapa, da qual é acionista.

A empresa reclama que os resultados da distribuidora de papel devem ser utilizados para o pagamento de dividendo prioritário às ações preferenciais.

Em comunicado, a Inapa revela que a assembleia-geral de 28 de Abril decidiu alocar 1,97 milhões de euros a reservas livres e 623 euros a resultados transitados. 
 
Mas a Parcaixa, que detém 49,47% de ações preferenciais e 25% dos direitos de voto, considera que estes montantes "deveriam ter sido afetas ao pagamento do dividendo prioritário correspondente às ações preferenciais emitidas pela sociedade".

Por isso, a Inapa diz que foi "citada de uma ação contra si interposta pela sua acionista", sendo que a Parcaixa pede a anulação da deliberação da assembleia-geral, e quer que estes montantes "sejam afetos ao pagamento do dividendo prioritário correspondente às ações preferenciais emitidas pela sociedade".

As ações da Inapa fecharam esta terça-feira em queda de 1,3% para 15 cêntimos.