O primeiro-ministro, António Costa, reúne-se esta quarta-feira, de manhã, em Davos, na Suíça, com a diretora-geral do FMI, Christine Lagarde. Um encontro que acontece precisamente o dia em que Portugal antecipa o pagamento de mais uma tranche do empréstimo que o Fundo Monetário Internacional concedeu na altura do resgate. Desta feita, a tranche é de 800 milhões de euros.

O encontro ocorre no âmbito do Fórum Económico Mundial, o que já tinha acontecido no ano passado, durante o mesmo evento.

No entanto, agora, e de acordo com fonte oficial do executivo português citada pela Lusa, este encontro "apresenta o significado político-económico de coincidir com o pagamento da última tranche que Portugal suportará com juros elevados" pelo empréstimo contraído junto do FMI em 2011.

Foi há dois dias, na segunda-feira, em Bruxelas, que o secretário de Estado das Finanças, Mourinho Félix, anunciou que Portugal pagará mais uma tranche antes do tempo previsto ao FMI. Fê-lo em pleno Eurogrupo, na primeira reunião presidida por Mário Centeno.

Tive oportunidade de informar os meus colegas do Eurogrupo de que Portugal ia fazer o pagamento dos 800 milhões de euros do empréstimo do FMI que correspondem à parte final daquilo que era a autorização concedida, mas também daquilo que era o empréstimo em condições menos favoráveis".

Hoje, em Davos, o primeiro-ministro será o principal orador de um almoço promovido pelo executivo de Lisboa e pela AICEP (Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal), numa iniciativa intitulada "Porquê Portugal e porquê agora".

Nesse almoço, além dos ministros da Economia e das Finanças, estarão presentes "dezenas de potenciais investidores estrangeiros" em Portugal, assim como editores e diretores de alguns dos mais influentes órgãos de comunicação social internacionais.

"Nesta iniciativa, procuraremos passar a mensagem de que Portugal é uma boa aposta para se investir e fazer negócio agora", referiu fonte do executivo.

Ainda durante o dia de hoje, ao final da tarde, António Costa estará presente na qualidade de convidado no "Web Summit reception" - uma iniciativa promovida pelo cofundador e presidente executivo deste evento, o irlandês Paddy Cosgrave.