O Governo marcou para esta terça-feira um Conselho de Ministros Extraordinário para aprovar o Orçamento Retificativo deste ano, avança o semanário Expresso.

O Governo não revela, no entanto, quais as medidas alternativas para compensar os vários «chumbos» do Tribunal Constitucional, entre eles os cortes nos salários da Função Pública, nas pensões de sobrevivência e nos subsídios de doença e desemprego.

Certo no Orçamento Retificativo são os cortes nos salários dos funcionários públicos acima dos 1500 euros brutos. Cortes que o Governo quer aplicar já em setembro.