Todas as pensões vão ter um aumento de pelo menos dez euros no próximo ano, incluindo as mais baixas. Esta é uma das medidas previstas no Orçamento do Estado para 2018, que foi apresentado já ao início da madrugada de sábado pelo ministro das Finanças.

O aumento das pensões, pela primeira vez em mais de uma década para todos os pensionistas. Todos os pensionistas vão ter as suas pensões atualizadas. A esmagadora maioria vai ter adicionalmente as suas pensões aumentadas acima da inflação esperada, ou seja, há um ganho real nas pensões para a esmagadora maioria, para todos aqueles que têm uma pensão inferior a dois IAS - Indexante de Apoios Sociais"

Contas feitas, pensões inferiores a 632 euros. Em janeiro, todas as reformas serão atualizadas ao nível da inflação e ainda terão um acréscimo de 0,5 pontos percentuais por via do crescimento da economia. Esta atualização vai custar ao Estado 357 milhões de euros.

Para as pensões mais baixas, até 588 euros, em que esta atualização seja inferior a dez euros, haverá um aumento extraordinário que permita atingir esse valor. Este acerto, porém, só vai acontecer a meio do ano, mais precisamente em agosto. 

Só no caso das pensões mínimas, rurais ou sociais, que nunca tiveram cortes, é que o aumento não chegará aos dez euros e rondará os seis euros, também a partir de agosto.

Esta medida, que era uma revindicação do PCP, abrange 1 milhão e 670 mil pensionistas e vai custar, de agosto em diante, 35 milhões de euros ao Estado.