Mais de metade dos operadores turísticos esperam que o Natal e o fim de ano sejam melhores do que no ano passado relativamente a receitas, dormidas e número de turistas em Portugal, segundo o Barómetro do Turismo.

De acordo com o Barómetro do Turismo, do IPDT - Instituto do Turismo, hoje divulgado, 53,8% dos respondentes acreditam que esta época festiva será melhor este ano do que no ano passado a nível de número de turistas, uma proporção que sobe para os 56,1% relativamente a dormidas e para 56,2% quanto a receitas no mercado interno.

Quanto ao mercado externo, as perspetivas são ainda mais otimistas: 65,2% esperam que sejam melhor em termos de número de turistas, 65,2% antecipam um desempenho mais positivo quanto às dormidas e 70,3% está à espera de mais receitas neste período do que no mesmo intervalo do ano passado.

No que diz respeito à avaliação do verão de 2017, mais de 80% dos inquiridos acreditam que o desempenho do turismo nacional tenha sido melhor no que diz respeito a receitas, número de turistas e de dormidas.

O nível de confiança médio no desempenho do setor do turismo atingiu os 82,8 pontos em outubro, "um decréscimo de 1,4 pontos face ao último registo observado" em maio deste ano.

Este indicador, que é registado pelo Barómetro do Turismo do IPDT desde 2010, atingiu o valor máximo de sempre, com 84,2 pontos em maio deste ano.

Nos próximos seis meses, os indicadores que deverão registar melhor desempenho são o investimento privado, o número de pessoas empregadas e a rentabilidade das empresas.

Para este barómetro, foi definido um universo de 177 membros, tendo sido obtidas 66 respostas entre os dias 18 e 26 de outubro e os dados sido tratados pelo IPDT - Instituto de Turismo.