A Autoridade da Concorrência (AdC) aprovou a compra pelo fundo de pensões canadiano Ontario Teachers de uma posição maioritária na espanhola Mémora, que detém a 100% a portuguesa Servilusa, segundo um aviso publicado.

A decisão de não se opor à operação de concentração, tomada há uma semana, por não ser “suscetível de criar entraves significativos à concorrência efetiva”, permite a entrada do maior fundo de pensões de um grupo profissional (professores) do Canadá no mercado funerário português e espanhol.

A operação foi concretizada pelo fundo Ontario Teachers Pension Plan, através da compra à capital de risco britânica 3i, de uma participação maioritária na funerária Mémora, em Espanha e em Portugal, onde gere o seu negócio através da Servilusa.

O fundo canadiano, dirigido a professores do ensino primário e secundário, e que administra prestações de reformas e investe ativos do plano de pensões, é já o principal acionista do maior grupo funerário francês que controla a Pompes Funèbres Générales, o OGF.

Em Portugal, a Sociedade Servilusa e suas subsidiárias, além dos serviços funerários, prestam serviços de manutenção e gestão de cemitérios e vendem equipamento e material funerário, segundo o aviso da Adc, publicado na sua página de internet.