São as negociações de última hora entre Governo e PCP que estão a atrasar a apresentação do Orçamento do Estado. António Costa tinha anunciado, no debate quinzenal desta manhã, que o ministro das Finanças iria explicar as medidas do documento pelas 17:00, mas o OE2017 ainda nem sequer foi entregue na Assembleia da República (são 17:45 quando escrevemos este artigo).

As duas forças políticas estão a ultimar pormenores, confirmou à Lusa uma fonte dirigente dos comunistas.

"Estamos a conversar sobre alguns pormenores", limitou-se a dizer essa fonte que não quis adiantar sobre que temas ou medidas constantes do documento estão a ser alvo destas negociações de última hora. 

Recorde-se que também Bloco de Esquerda e PEV têm acordos bilaterais com o Governo, tendo as últimas semanas sido fértis em negociações. 

Veja as medidas já conhecidas aqui, com base no articulado que foi aprovado em Conselho de Ministros na quinta-feira.