A agência de notação financeira Moody's anunciou esta quinta-feira que dá nota positiva à versão revista do Orçamento do Estado para esta ano, ou seja, aplaude as medidas adicionais de austeridade que foram inscritas no documento.

Segundo uma nota da Moody's, esta versão do documento mostra a "capacidade e vontade do Governo em inverter o curso dos acontecimentos", ao mesmo tempo que "apresenta um rumo fiscal mais realista que o apresentado na primeira versão do Orçamento".

O Orçamento do Estado para este ano foi aprovado na generalidade, na terça-feira, com o aval dos três partidos de esquerda que apoiam o Governo socialista (PCP, BE e Os Verdes).

Em reação a esta 'aval', o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais mostrou hoje “agrado” e sublinhou que o Governo está empenhado em dar confiança aos investidores.

“O Governo regista com agrado a aprovação da Moody’s. É um reconhecimento do esforço do Governo”, destacou Fernando Rocha Andrade, à margem de uma conferência em Lisboa.

O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais salientou ainda que “o Governo tem feito um trabalho no sentido de dar confiança aos investidores”.