O Governo recusou quase todas as propostas da maioria de alteração ao Orçamento do Estado para 2015, alegando pouca margem de manobra para mudanças.

A maioria PSD e CDS esteve reunida com o Governo esta quinta-feira, revela o Diário Económico, mas o jornal adianta de entre as poucas propostas apresentadas que pode avançar, está a que dispensa os proprietários de baixos rendimentos de requererem a isenção de IMI, que passará assim a ser automática.

Paulo Núncio também não fechou a porta à possibilidade das IPSS serem reembolsadas no IVA caso façam obras.

A proposta de OE para 2015 já prevê um alargamento do benefício fiscal que isenta as famílias de baixos rendimentos de pagarem o IMI. No entanto, para o fazerem, têm de apresentar um requerimento às Finanças.