[Notícia atualizada às 20h30]

A ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, admitiu esta terça-feira que todas as propostas de orçamento são «difíceis». No entanto, a ministra realçou durante a apresentação do OE2014, que decorreu no Ministério das Finanças, que «o exercício que hoje apresentámos é mais que difícil, é decisivo para o nosso compromisso coletivo».

Maria Luís Albuquerque diz, por isso, que esta «é a altura de persistir, não é altura de recuar», uma vez que Portugal esteve perto de uma situação económica ainda mais trágica.

«Poucos terão a noção de quão perto estivemos de uma situação de falência desordenada», sublinhou a ministra, lembrando que a economia portuguesa já está a sair da recessão».

Maria Luís Albuquerque sublinhou que o Executivo mantém a intenção de cumprir os compromissos assumidos e fazer os «ajustamentos necessários» bem como de «assegurar que o país não voltará a estar numa situação em que poderá perder tudo de um momento para o outro».

Conheça todas as medidas do Orçamento do Estado para o próximo ano. Clique aqui