O Produto Interno Bruto (PIB) dos países do G20 manteve a taxa de crescimento de 0,8% no primeiro trimestre deste ano face ao período anterior, anunciou hoje a OCDE.

Segundo a OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico), o PIB do G20, que inclui as maiores economias mundiais, aumentou 3,5% nos primeiros três meses deste em relação ao período homólogo de 2013.

No primeiro trimestre, os países que registaram maiores crescimentos foram a Índia (2,1% no primeiro trimestre de 2014 face ao trimestre precedente), a Turquia (1,7% contra 0,9%), o Japão (1,6% contra 0,1%) e a china (1,4% contra 1,7%).

No outro extremo constataram-se recuos da produção nos Estados Unidos (-0,2% no primeiro trimestre de 2014 contra uma subida de 0,7% no trimestre precedente) e na África do Sul (-0,2% contra um aumento de 0,3%).

A OCDE sublinha o aumento «relativamente fraco» registado nalgumas das grandes economias emergentes como a do Brasil (0,2% contra 0,4%), mas também nalguns Estados membros como a França (0% contra 0,2%), México (0,3% contra 0,1%) e no conjunto da zona euro (0,2% contra 0,3%).

Entre o primeiro trimestre de 2013 e o mesmo período de 2014, os crescimentos do PIB mais pronunciados foram os da China (7,4%), Índia (5,9%), Turquia (4,5%) e Coreia do Sul (4%).

Ao contrário, o aumento naqueles 12 meses limitou-se a 0,6% no México, 0,8% em França e 0,9% na zona euro.