Portugal está em alta no Turismo e isso expressa-se em números. As receitas com a atividade turística dispararam 16,6% em 2017, ano em que o setor voltou a bater recordes. Esse crescimento traduziu-se em 3,39 mil milhões de euros. 

Segundo dados preliminares do Instituto Nacional de Estatística (INE), que entram em maior detalhe, os proveitos de aposento aumentaram 18,3% relativamente ao desempenho de 2016 ,para 2,48 mil milhões de euros.

Ao todo, os estabelecimentos hoteleiros do país receberam 20,6 milhões de hóspedes em 2017, o equivalente a 57,5 milhões de dormidas. Contas feitas, aumentos anuais de 8,9% e 7,4%, respetivamente. 

Só no último mês de 2017, as receitas com a atividade turística subiram 18,1% face ao mês homólogo para 160,2 milhões de euros, enquanto os proveitos de aposento se fixaram em 108,3 milhões de euros, um aumento de 21,1%.

Os turistas que adoram Portugal

Foi o mercado externo que mais contribuiu para as subidas no número de hóspedes e dormidas. Representou 72,4% das dormidas totais no ano passado.

De estrangeiros, contaram-se 41,6 milhões de dormidas (mais 8,6%). De portugueses, 15,9 milhões (mais 4,1%).

Os britânicos ainda representam 15,7% do total de dormidas de não residentes, mas estão a vir menos para Portugal. Em dezembro, houve uma quebra pelo terceiro mês consecutivo (-9,8%). Em termos anuais, este mercado deteve uma quota de 22,3% e cresceu 1,1% (+10,0% em 2016).

Já o mercado alemão (13,6% do total) aumentou 7,7% entre janeiro e dezembro 2017.

Também os espanhóis estão a vir mais ao país vizinho (+2,7%) e uma quota de 9,7%, embora o crescimento tenha sido mais ligeiro no ano passado (+0,3%).

Remetendo-nos apenas a dezembro, destacam-se os crescimentos nos mercados sueco (+41,3%), polaco (+35,4%) e norte-americano (+30,9%). Em 2017, sobressaíram as evoluções nos mercados brasileiro (+35,6%), norte-americano (+33,4%) e polaco (+30,0%)