«Ainda hoje não tenho ideia se haveria possibilidade ou não de haver investidores privados». Ressalvou, no entanto, que o fator tempo era, de facto, importante: «Não havia seguramente para recapitalizar banco em um ou dois dias».








«Relativamente à capacidade de concretização, não sei se era possível ou não. Como sabe, tínhamos um assessor financeiro (...) e até aí não nos tinha sido dada nenhuma mensagem de que o interesse [numa eventual recapitalização privada] tivesse desaparecido».