As decisões das últimas semanas sobre a banca deverão acabar em tribunal: os grandes credores do Novo Banco estão a ser aconselhados a estudar o recurso à justiça para contestar a decisão do Banco de Portugal. Também a solução encontrada para o Banif deve chegar aos tribunais por iniciativa de clientes e acionistas lesados.

Até agora, uma só sociedade de advogados recebeu 40 queixas de supostos lesados do Banif. Mas faltam pelo menos 60 para apresentar uma queixa coletiva e tentar anular a medida de resolução. A ideia é interpor uma ação de responsabilidade civil contra o Banco de Portugal e ainda uma queixa criminal contra o governador e os administradores do banco central.

Também a associação de investidores ATM tem recebido queixas de clientes que garantem ter sido enganados, já que investiram em obrigações a pensar que estariam a aplicar o dinheiro em depósitos. É uma situação que, a confirmar-se, será semelhante ao que se terá passado no BES.