Os Estados Unidos vão colocar a imagem de uma mulher numa nota pela primeira vez em mais de um século, quebrando a tradição de estampar homens brancos considerados heróis políticos.

O Departamento do Tesouro anunciou esta quinta-feira que uma mulher, que ainda não foi escolhida, é a mais provável “vencedora da nossa democracia inclusiva” para surgir nas notas de dez dólares a partir de 2020, substituindo Alexander Hamilton, o primeiro secretário do Tesouro.

Apenas duas vezes antes foram escolhidas mulheres para aparecerem em divisas de papel norte-americanas.